PROGRESSO SOCIAL

EDUCAÇÃO

Ricardo Paes de Barros, economista-chefe do Instituto Ayrton Senna, falou sobre o “Impacto da Educação no Desenvolvimento Socioeconômico”, durante o 2º Fórum Nacional de Educação, promovido em outubro. Segundo ele, nações com um ano mais de escolaridade têm produtividade do trabalho 25% maior. “Apesar de termos avançado, temos resultados muito medíocres perto dos desafios que temos pela frente. O Brasil está atrás de países como o Chile. A gente não precisa de um movimento, mas sim de uma revolução educacional”, preconizou.

� Grupo Doria - Todos os direitos reservados