NÃO PODEMOS ELEGER AVENTUREIROS

SHOW BUSINESS

Miguel Reale Júnior lembrou que, na Constituinte, houve projetos para limitar a atuação do STF a questões constitucionais. “Mas, o Tribunal da época não quis perder competências e hoje virou o que está aí”. Para mudar, é preciso fazer uma reforma do Judiciário, cujo jogo político não está sendo feito, pois a classe política seria a maior prejudicada. Sobre as eleições de outubro, o jurista afirmou a necessidade de fazer uma escolha institucional. “Não podemos eleger aventureiros”, avaliou.

� Grupo Doria - Todos os direitos reservados